10 Curiosidades sobre a Santa Missa

Esta semana iremos esclarecer 12 dúvidas e curiosidades sobre a santa missa:

1.Por que a Missa é chamada de “Santa”?

Porque nela é o próprio autor da santidade que se oferece como vítima, num sacrifício perfeito a Deus, e como alimento espiritual aos fiéis na Eucaristia, ou seja, a transubstanciação real do pão e do vinho no corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo

2.Com que estado de espírito devemos assistir a Santa Missa?

Devemos deixar fora do santuário a indiferença e o tédio, a dissipação e o escândalo, e sermos, no templo, adoradores em espírito e verdade.

3.Deus exige de todos os fiéis uma instrução profunda e detalhada da Missa?

Não. Deus supre a sensibilidade da fé ao conhecimento que não foi possível adquirir e jamais irá desprezar o sacrifício de um coração arrependido e humilhado.

4.Quais as disposições essenciais e suficientes para aproveitarmos do santo sacrifício da Missa?

Devemos assistir a Santa Missa com a alma penetrada de dor pelas faltas cometidas, e nos aproximarmos confiadamente deste trono da graça, unindo-nos à vítima, Nosso Senhor Jesus Cristo, e à intenção da Igreja, na pessoa do sacerdote, e por seu ministério.

5.Por que é necessário conhecermos as ações e as cerimônias da Missa?

Porque, por meio das ações e das cerimônias expressam-se mais vivamente as idéias do que por palavras. Além disso, elas foram estabelecidas pela Igreja para nos edificar, nos instruir e despertar nossa atenção, bem como Deus lhes atribuiu graças particulares.

6.Por que incensa-se o altar?

Incensa-se o altar como um sinal visível das adorações e súplicas a Deus, feitas por todos os santos que estão na terra ou na glória eterna.

7.O que é oblação?

É a oferta de algo sensível, do corpo e sangue de Cristo, sob as espécies de pão e de vinho, que são percebidas pelos nossos sentidos.

8.Por que é necessária a oblação, ou oferenda, material ou externa?

Porque o sacrifício exterior do corpo ou dos bens que a providência nos colocou à nossa disposição é um sinal sensível da oblação íntima de nós mesmos. Sem esta imolação íntima ele seria um sacrifício vazio e inútil. Assim, através do sacrifício exterior, manifestamos a íntima união do corpo e da alma, penetrados do espírito de adoração devido ao nosso Criador. A oblação da Missa é feita somente a Deus, conforme estabelecido dogmaticamente pela Igreja.

9.Por que há variedade de cor nos paramentos do sacerdote, dos seus auxiliares, e na ornamentação do altar, no decorrer do ano?

Assim como acontece nas comemorações civis, que são realizadas com diferentes trajes conforme sua natureza, assim também nas comemorações religiosas os fiéis usam de ornamentos específicos na celebração do mais santo dos mistérios. Isso para melhor demonstrar aos fiéis, através da sensibilidade, a particular natureza da comemoração: dias festivos, como o Natal, a Páscoa, com paramentos claros; comemorações fúnebres, como as da Paixão, com paramentos pretos, ou seja, para realçar exteriormente o brilho ou a gravidade das funções divinas.

10.Genuflexão, o que é isto?

É um ato de adoração pelo qual dobramos nosso joelho direito até tocar o solo e voltamos a posição normal. Devemos fazer a genuflexão quando entramos na igreja, antes de sair da igreja e cada vez que passamos na frente do sacrário.

“Ao nome de Jesus, se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra” (Fl 2, 10).

34 Total de visualizações 1 Visualizações hoje
(Visited 26 times, 1 visits today)