Quaresma: A prática da Oração

A oração é uma das práticas propostas pela Igreja para podermos chegar à Páscoa convertidos e reconciliados com Deus.

Orar é um dever para cada cristão, mais que um dever, a oração é para a alma, o que o ar é para o corpo. Uma alma que não reza é igual um corpo que não respira. Quando falamos de oração estamos falando de comunhão, de relacionamento e de intimidade com Deus.   E acima de tudo, quando rezamos, estamos manifestando a nossa confiança em Deus.

São Tomás de Aquino já nos ensinou que “a oração é necessária não para que Deus conheça as nossas necessidades, mas para que fiquemos conhecendo a necessidade que temos de recorrer a Deus, reconhecendo-O como o único autor de todos os bens”.

O próprio Jesus quando estava perto da sua crucificação foi até o monte Getsêmani e rogou a Deus. É na oração que você é liberto dos seus temores e conhece a vontade de Deus para sua vida.

Se você deseja tomar uma decisão é melhor passar algumas horas de joelhos e depois se levantar com a certeza de qual é a escolha certa a ser feita. Você deve conversar com Deus em todas as ocasiões: na alegria e na dor; na penúria e na fartura, na saúde e na doença; para pedir e para agradecer; estando em casa ou na rua.

Há muitas formas de oração e todas elas são boas e válidas, mas é importante registrar que oração é um diálogo, uma conversa, com Deus. Sendo um diálogo, não pode ser feita de forma corriqueira e decorada, como um monólogo.

Numa conversa, não devemos apenas falar, falar e falar o que vier à nossa cabeça, mas devemos também escutar, estabelecer uma conexão com o outro personagem da conversa. No caso da oração, devemos ligar o nosso coração ao coração de Deus, e buscar “ouvir” o que Ele tem para nos dizer: “invoca-me, e te responderei” (Jr 33,3).

O ato de orar é um momento de se esvaziar de si mesmo e se encher de Deus. Existem batalhas, tentações e vícios que só perdem a força quando você está de joelhos pedindo forças ao criador. Feliz o cristão que adquiriu o hábito de conversar, coração a coração, com Deus.