Santo Antônio, São João e São Pedro – Santos Juninos

No mês de junho, a Igreja celebra a festa de três grandes santos: Santo Antônio (dia 13), São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29).

Essa festividade foi trazida para o Brasil pelos colonizadores portugueses e com a expansão do cristianismo, elas foram ganhando novo significado, tornando-se uma celebração da festa de São João, chamada de festa joanina e posteriormente, ficou conhecida popularmente como junina. Nelas, Santo Antônio e São Pedro também passaram a ser celebrados.

 

Santo Antônio – Pertencia a uma família de posses, mas abdicou de toda sua riqueza, ingressando ainda muito jovem na Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho.

Com apenas vinte e seis anos de idade, foi eleito Provincial dos franciscanos e responsável pela formação dos frades, diante de sua grande capacidade intelectual e seu conhecimento teológico. Mas não ficou por muito tempo, pois seu desejo era pregar, praticando a caridade, catequizando o povo simples, dando assistência espiritual aos enfermos e excluídos e até mesmo organizando socialmente essas comunidades.

E por isso, Santo Antônio se tornou o Santo dos Pobres, pois dedicou a sua vida para os humildes e para o serviço de Deus. Também ficou conhecido como santo casamenteiro, por ter ajudado moças pobres a conseguirem os dotes para o casamento.

 

São João Batista – João Batista foi profeta e precursor de Jesus.

Ele se alegrou com a chegada do Messias, ainda no ventre de sua mãe Isabel, quando esta recebeu a visita de Maria em sua casa (Lc 1,39-45).

Ele foi o único profeta a anunciar a chegada do Messias e a mostrá-lo no meio do povo. João teve muitos discípulos e batizou o próprio Jesus (LC 3, 1-22).

No dia 24 de junho, celebramos seu nascimento. Ele é o único dos Santos que tem o dia do nascimento e o dia da morte celebrados, pois os demais santos têm apenas o dia da morte celebrado.

 

São Pedro– Foi o primeiro a ser chamado por Jesus, com seu irmão André (Lc 6,14). Jesus o convidou para deixar o barco na praia, ir caminhar com ele, pois o faria pescador de homens. Pedro prontamente deixou tudo e passou a caminhar com Jesus.

Foi o primeiro a professar a fé no Cristo, quando disse: ‘Eu sei que tu és o Messias, o filho do Deus vivo’ (Mt 16,16) – sobre esse testemunho de fé, Jesus edificou a sua Igreja.

No entanto, mesmo assegurando que jamais trairia Cristo, Pedro negou conhecê-lo por três vezes, quando seu mestre foi preso (Mt 26, 69-75).

Pedro foi o primeiro papa e ficou conhecido como o Apóstolo para quem Jesus deu as Chaves do Céu. Pedro foi morto sendo crucificado de cabeça para baixo.

(Visited 31 times, 1 visits today)